terça-feira, 12 de janeiro de 2010

E o tudo virou nada

Barulho la fora. Do lado de dentro, paz. Como ela nunca pensou que teria novamente. Olhou pro relogio, ja era tarde. Ouviu o agradavel gargalhar das criancas na rua. Os caes latindo. Carros e buzinas. Do lado de dentro, calmaria. Salvo a Tv que, por ironia do destino, estava sintonizada na Mtv. Mike Patton cantava "Easy like Sunday Morning". Ela sorriu. A good start. Ansiara por esse momento por quase uma vida. E ele estava ali. Chegou quando menos esperava. Lah fora, as criancas continuavam a brincar e gritar. Ouvia tambem os sermoes dos pais. Fofocas dos vizinhos. Foi lah fora fumar um cigarro. E o sol brilhava. Nenhuma nuvem, pensou. Do lado de fora, as pessoas. Do lado de dentro, o silencio. A certeza, mesmo que por vezes ilusoria e ingenua, de que tudo seria diferente. Sera? - ela indagou mais uma vez. Porque ela nunca acreditara em calmaria. Acostumara-se com as tormentas e com os tropecos. Com o sofrer. Decidiu nao duvidar. E em meio a um cigarro e um copo de cafe, ela sorriu.

2 comentários:

Joilton disse...

As vezes o silêncio traz uma paz de espírito gigantesca. Sei bem como é essa sensação de "tudo está como deveria estar" ao ouvir uma boa música perdido nos pensamentos tudo parecendo estar em perfeita harmonia... Essa sensação é maravilhosa...

Fernando disse...

"Hell", muito massa teu blog.. Parabéns pelos textos, bem escritos, honestos e profundos (acho que até demais para alguns muitos neste mundo "da ponta do iceberg" que vivemos..)
Vou virar um leitor assíduo! - Ainda bem que não preciso pagar assinatura, heheh
Bjos!